Bem-Vinda(o)!

O CRP 01/DF está de cara nova!

Mas se você quiser ainda é possível acessar o site antigo no menu acima


SECRETARIA DE SAÚDE DO DF FORNECE INFORMAÇÕES AO CRP 01/DF SOBRE A VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19

SECRETARIA DE SAÚDE DO DF FORNECE INFORMAÇÕES AO CRP 01/DF SOBRE A VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19


Conselho solicita detalhamentos sobre a vacinação de profissionais da Psicologia que atuam nos serviços do SUAS e outras políticas públicas

Tendo em vista o início da vacinação contra a Covid-19 no DF e com vistas a contribuir com a disseminação de informações nesse sentido, o Conselho Regional de Psicologia do Distrito Federal - CRP 01/DF solicitou à Gerência de Psicologia e à Diretoria de Saúde Mental da Secretaria de Saúde do DF informações sobre a vacinação de profissionais de Psicologia que trabalham na rede pública de saúde (atenção primária, secundária e hospitalar) e na rede privada, nos serviços do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e serviços de outras políticas públicas. 
 
A autarquia foi informada pela Gerência de Psicologia, por meio do Ofício 01/2021 GPSI/DISSAM de 22 de janeiro de 2021, que na primeira fase da vacinação contra a Covid-19, o público-alvo será composto por “profissionais, da rede pública e privada, que estão na linha de frente no enfrentamento da pandemia: médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas que atuam nas UTIs, cirurgiões-dentistas, psicólogos, nutricionistas, farmacêuticos, profissionais de laboratório, administrativos que fazem a ficha de atendimento dos pacientes, vigilantes, profissionais de limpeza que atuam em hospitais e UBSs, profissionais do Samu e bombeiros que estão no atendimento pré-hospitalar, atuantes da atenção primária que acolhem os pacientes com sintomas respiratórios e outras categorias que lidam diretamente com os infectados pelo coronavírus". 
 
Ressaltamos que, como não houve menção de vacinação para profissionais da Psicologia que atuam nos serviços do SUAS ou de outras políticas públicas, o CRP 01/DF se manterá em contato com a Secretaria de Saúde a fim de obter essas respostas.
 
No dia 25 de janeiro de 2021, a Secretaria de Saúde do DF atualizou as definições dos grupos prioritários a serem vacinados, conforme informação disponível no site http://www.saude.df.gov.br/vacinacao-covid19-df/
 
1) Trabalhadores de saúde da Rede SES/DF de todos os níveis de atenção à saúde, bem como do Instuto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGES/DF), Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (SAMU), da Fundação Hemocentro de Brasília (FHB), da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (FEPECS) e da Administração Central (ADMC); 
 
2) Trabalhadores dos hospitais privados, conveniados, filantrópicos, universitário e militares; 
 
3) Trabalhadores dos serviços de Atenção Pré-Hospitalar (APH): Resgatistas do Corpo de Bombeiros Militar e outras instuições privadas que prestam APH; 
 
4) Trabalhadores da saúde que serão vacinadores; 
 
5) Idosos maiores de 60 anos que vivem em Instuições de Longa Permanência para Idosos (ILPI) e os colaboradores das instuições; 
 
6) Pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência residentes em residências inclusivas (instucionalizadas) e os colaboradores das instuições;
 
7) Pacientes em AD2 e AD3 internação domiciliar, além de um cuidador familiar por paciente; 
 
8) Pacientes em SAD-AC de internação domiciliar;
 
9) Profissionais de saúde inscritos nos programas de residência médica e mulprofissional, profissionais de saúde voluntários, profissionais de vigilância, limpeza e administravo que atuam nas áreas supracitadas.
 
O Conselho se compromete a compartilhar com psicólogas e psicólogos do Distrito Federal novas informações sobre o tema, assim que as tiver. 
 
O CRP 01/DF defende que sejam tomadas medidas imediatas para que a vacinação possa ser iniciada para toda a população brasileira que se encontra, neste momento, no espectro dos grupos de maior risco de morte e internação: trabalhadores e trabalhadoras da saúde e assistência social que atuam nas frentes de combate à Covid-19, profissionais da educação, idosos, pessoas com deficiência e comorbidades, além de comunidades indígenas e quilombolas.

<< Ver Anterior Ver Próximo >>